Lion’s Head: a democrática trilha de Cape Town

A Lion’s Head é um dos ícones de Cape Town e apresenta uma trilha que pode agradar a todos – até quem não é muito fã de longos percursos montanha acima.

Com uma trilha de 2 km, a Lion’s Head oferece como recompensa uma das melhores vistas da Cidade do Cabo

(post atualizado em 16/7/2019)

A Lion’s Head é uma trilha democrática. Falo com propriedade porque não gosto desse tipo de atividade. Faço minhas corridas, jogo futebol, não sou sedentário. Amo endorfina. Acontece que, escalar ou caminhar montanha acima, simplesmente não é a minha praia. Sei que parece uma heresia falar isso em um blog de viagem, mas precisava confessar.

Voltando a Cape Town, não sei se encararia novamente a Table Mountain sem o bondinho. Devil’s Peak? Nem pensar. Porém, quando o assunto é Lion’s Head, as coisas mudam. O percurso padrão até o topo é bem mais curto que os da Table. Além disso, boa parte do trajeto não apresenta um grau maior de dificuldade, sem falar na vista do topo, que é sensacional.

Esses são alguns dos motivos que me fazem considerar a trilha da Lion’s uma das melhores atividades gratuitas de Cape Town e um ítem improvável entre meus programas favoritos na cidade. Tanto que eu subi a montanha nas quatro viagens à Cidade do Cabo.

Esses posts também podem te interessar:

Subindo a Table Mountain de Cape Town

A trilha do Devil’s Peak

Signal Hill, a colina “esquecida” de Cape Town

A subida

O caminho padrão até o topo da Lion’s Head começa com uma estrada de terra batida. Ela termina na altura da plataforma do paragliding – uma tela verde no chão, à esquerda. A partir dali, começa um trecho com degraus e, na sequência, só pedras.

Essa segunda metade do percurso exige um pouco mais de atenção e paciência. Além dos pedaços com superfície irregular, é quando começam a aparecer as escadas e os degraus cravados na pedra, locais em que só passa uma pessoa de cada vez. Nos horários de maior movimento (antes do nascer e do pôr do sol), costuma haver um congestionamento.

Outro lugar que costuma ter um “engarrafamento” é o km 2, o ponto em que é preciso segurar nas correntes para subir ou descer. Pode até ser uma moleza para os mais experientes, mas deve-se respeitar a montanha. Se você tem problema com altura ou não costuma fazer trilhas, vá devagar, não tenha medo de pedir ajuda nem fique constrangido(a) se preferir parar por ali.

O último segmento é basicamente de escalada. Ao olhar para cima nessa reta final, o que se vê são apenas umas pedras e o topo não tão distante. Já no sentindo contrário, a perna ficou até meio bamba: vi o quanto aquele trecho é íngreme e também menos estreito do que aparentava. Pensando no copo meio cheio, foi um desafio superado.

Duração

Indo com calma, parando algumas vezes para tomar um ar e tirar fotos, é possível concluir a subida entre 40 minutos e 1 hora. Nessa viagem de 2018, usei o Strava para medir meu progresso e ele indicou que levei uns 60 minutos para percorrer aqueles 2,2 km montanha acima. Só esqueci de encerrar a atividade ao chegar ao topo (cansaço!), mas deu pra ter uma ideia do desempenho.

Como estava em um grupo grande, formado por staff e hóspedes do Never at Home, não deu para manter um ritmo forte sempre. Nem todo mundo ali estava em forma. Acredito que, em condições normais, teria concluído em uns 45-50 minutos.

Caso falte disposição para alcançar o topo, a montanha oferece vários lugares ao longo do caminho nos quais é possível parar para contemplar a paisagem, pensar na vida e até chorar. Chegando lá em cima, você tem uma vista de 360 graus de Cape Town. Dá pra ver o Centro, os bairros de Bo-Kaap, Gardens, Green Point, Sea Point e a Robben Island.

Quando ir

Os horários mais movimentados são antes do amanhecer e o fim de tarde. Já fui duas vezes para o por do sol, e recomendo curtir a golden hour lá em cima. Muitos grupos também sobem à noite, principalmente, quando há lua cheia. Quando a Lion’s não está encoberta, é comum ver vários pontos luminosos pela montanha.

Na viagem de novembro de 2018, fui às 10h da manhã e gostei muito. O que mais curti nessa experiência no meio do dia foi a possibilidade de conferir todos os tons de azul do mar. É impressionante, e compensa todo o calor e cansaço.

Segredo

A Wally’s Cave fica virada para a Table Mountain e se tornou sucesso no Instagram em 2017. Tantas visitas acabaram danificando os acessos ao local e, no fim daquele ano, o caminho para a caverna foi interditado. Veja a informação publicada pelo IG oficial do Turismo Oficial da África do Sul:

Wally’s Cave está oficialmente fechada. Devido ao grande número de pessoas interessadas em visitar essa caverna na Lion’s Head, as trilhas até o local têm sofrido erosão e a estabilidade das rochas está comprometida.

Tendo em vista a segurança dos turistas, agora qualquer um que for pego em caminhos que levam a Wally’s Cave será multado pela polícia do SAN Parks. A princípio, essa medida é temporária e vai durar apenas até que a vegetação das trilhas possa ser reabilitada.

Para saber mais sobre a interdição dos acessos à Wally’s Cave, confira este meu post de março/2018.

Como chegar

A Lion’s Head faz parte do mesmo conjunto de montanhas que a Table Mountain. O caminho é o mesmo. Você chega pela Kloof Nek Rd, que passa a se chamar Camps Bay Drive depois da rotatória. De carro ou Uber, é possível chegar do Centro até a base em menos de 10 minutos.

CARRO (VINDO DO CENTRO): Na rotatória da Kloof Nek Rd, você vira à direita, seguindo as placas para a Signal Hill – colina vizinha à Lion’s.

Se você encontrar uma roleta indicando o risco de incêndio na montanha, está no caminho certo. O estacionamento e a entrada da trilha estão mais adiante.

CARRO (VINDO DE CAMPS BAY): Dirija pela Camps Bay Dr até a rotatória. Ali, é só você virar à esquerda, seguindo as placas para a Signal Hill – colina vizinha à Lion’s.

ÔNIBUS: Há um ponto do ônibus MyCiti na altura da rotatória – a parada Kloof Nek – tanto no sentido Centro quanto no Camps Bay.

Confira as dicas para chegar à Lion’s Head na galeria abaixo (clique nas fotos para ampliá-las):

Estrutura

Há um food truck da rede de cafés Vida e Caffè estacionado na base da Lion’s Head. Atrás dele, ainda existe uma casinha da SANParks que conta com um banheiro. Ele fica trancado, mas não deixam claro o que é necessário fazer para utilizá-lo.

Precauções

São as dicas de sempre: evite ir sozinho(a), leve água e um celular carregado com crédito. Adicione o número para emergências: 021 948 9900.

Fique atento(a) ao clima. Também procure verificar se há fumaça em alguma parte da montanha, além de conferir o risco de incêndio naquela roleta que mencionei antes. Isso vale especialmente para o verão.

Naquela vegetação, o fogo se espalha rapidamente. Em 2014, tive que dar meia volta porque as chamas haviam fechado o caminho.

Se você pretende descer após o por do sol, leve uma lanterna de verdade. A do celular não é suficiente. O caminho de volta, antes da parte de terra batida, é completamente escuro e de superfície bem irregular.

Paragliding

Assim como a vizinha Signal Hill, a Lion’s Head tem pontos de decolagem do paragliding.

Uma das empresas que operam o passeio pelos céus capetonianos é a Fly Cape Town. Outra forma de conhecer as agências é assistir aos pousos no calçadão de Sea Point ou às decolagens na Signal Hill (de onde sai a maioria dos voos). Eventualmente, você vai ser abordado pelos staffs, receber folhetos e convites para voar na hora.


Planejando sua viagem

Ao planejar sua viagem com os parceiros do Bastante Sotaque, você ajuda a manter o blog. As vendas garantem uma comissão ao blogueiro e, com isso, é possível cobrir os gastos com hospedagem do site e domínio.

Seguro viagem

Leitores do Bastante Sotaque têm desconto de 5% ao adquirir este serviço com a nossa parceira Seguros Promo. Basta usar o cupom bastantesotaque5 na compra do seguro viagem.

Aluguel de carros

Rentcars.com é o maior site de comparação de preços, descontos e serviços de locações de veículos da América Latina. Presente em mais de 140 países (incluindo Brasil e África do Sul), cobre os principais destinos e aeroportos do planeta através de parcerias com mais de 100 locadoras. Para reservar, basta clicar aqui.

Guia da África do Sul

As livrarias brasileiras não oferecem muitas opções de guias daquele país. Por isso, sugiro o Guia da África do Sul do blog Se Lança, que é uma das minhas referências de conteúdo em português sobre aquele destino.
Dicas da África do Sul

Passagens aéreas

Você pode consultar os preços e comprar passagens para África do Sul ou qualquer lugar do Brasil e do mundo através do site Passagens Promo. Com isso, o Bastante Sotaque ganha uma comissão e você ajuda o blog a se manter.

Quer mostrar o post pra alguém? Compartilhe!

18 comentários

  1. Seu blog é sensacional, parabéns.
    Estou com uma dúvida sobre a table mountain. Li que existem 5 represas lá. É possível acessar subindo pelo bondinho ou só por trilha?

  2. Oi Pedro!! Eu e meu marido vamos para Cape Town no final de abril, e cogitamos fazer a trilha de Lion’s Head. No entanto, ao saber que tinha que fazer escalada, desanimei! Pois já fomos para a Patagônia e fiquei um pouco traumatizada com o nível de trilhas que fizemos por lá (muito pesadas e perigosas). Seu post me animou já que você fala que não curte muito trilha, então voltamos a pensar no assunto…gostaria de saber mais detalhes desse final com “escalada” que você mencionou. É preciso algum material específico, cordas ou algo do tipo? Ou é só um trecho em que é preciso subir nas pedras? Obrigada!

    • Oi, Livia!
      O caminho padrão não exige equipamentos específicos. Aquele trecho final consiste em subir algumas pedras e alguns daqueles degraus presos na rocha. É um pedaço mais arriscado, mas, indo devagar, dá pra superar. Se não der pra ir ao topo, tudo bem. A vista também é ótima antes da parte da escalada.
      Tem mais imagens da Lion’s nesse meu vídeo: https://youtu.be/tG_Twe1HPXo

  3. Boa tarde, e sobre a volta após o pôr do sol é arriscado????? Me refiro a luminosidade e a trilha, bem como o perigo…. agradeço a atenção Ketri

  4. Olá! Tudo bem? Me diz uma coisa… ir de Uber até lá vc disse que é ok… mas e na volta? É fácil de marcar o lugar para o motorista te encontrar? Estou na dúvida se fico de carro por Cape Town ou se só alugo no dia em que for ao Cabo da Boa Esperança. Confesso que ficar dirigindo em mão inglesa está me desanimado bastante. Acha que dá para ficar em Cape Town só com Uber?

  5. Olá! Estou adorando seu posts! Queria saber se vale a pena ir somente ate a plataforma de paragliding, cujo acesso parece bem tranquilo. A vista de lá também é bonita ?

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.