Para tirar do roteiro: Wallys Cave, a Maya Bay da África do Sul

A Wallys Cave é carta fora do baralho. O acesso à caverna mais fotografada da Cidade do Cabo foi interditado. Enquanto o terreno se recupera, veja algumas opções para substituí-la no seu Instagram.

Seus seguidores conseguirão sobreviver se você não postar uma foto da Wallys Cave

Esqueça a Wallys Cave. Mesmo com toda fama dessa caverna no Instagram, ela precisa sair do seu roteiro de Cape Town. Os acessos foram comprometidos e a vegetação da área precisa de um tempo para se recuperar. Por isso, a SANParks interditou suas trilhas.

O caso é semelhante ao da praia tailandesa de Maya Bay, que vai restringir as visitas de turistas devido ao impacto ambiental.

O lugar

A Wallys faz parte da Lion’s Head, uma montanha da região central de Cape Town. O caminho até ela é arriscado (já houve até morte), e sua graça é a vista para a Table Mountain. A cidade tem outros locais com fama de segredo bem guardado, mas a localização dessa caverna colaborou para que ela virasse o grande sucesso entre quem busca esse tipo de atração.

Nos últimos dois anos, percebi que o número de fotos na caverna explodiu. O papo de “capetonianos escondem o jogo e não contam como chegar lá” foi outro fator que ajudou a tornar o lugar mais atraente. Chega a ser irônico que, para uma atração virar hit, precisa carregar essa característica de cantinho secreto.

Interdição da Wallys Cave

O peso da fama no Instagram foi demais para a caverna. Em setembro de 2017, todas os caminhos para aquele ponto foram interditados. Segundo o escritório brasileiro do Turismo Oficial da África do Sul, os acessos sofreram erosão e a estabilidade das rochas foi comprometida.

“Devido ao grande número de pessoas interessadas em visitar essa caverna na Lion’s Head, as trilhas até o local têm sofrido erosão e a estabilidade das rochas está comprometida.
Tendo em vista a segurança dos turistas, agora qualquer um que for pego em caminhos que levam a Wallys Cave será multado pela polícia do SAN Parks. A princípio, essa medida é temporária e vai durar apenas até que a vegetação das trilhas possa ser reabilitada”, publicou em seu Instagram.

https://www.instagram.com/p/BZ9FYJNgOYq/?taken-by=descubraafricadosul

Assim como fez um fotógrafo local em seu blog, apaguei as coordenadas do post que escrevi sobre a Lion’s Head. Contudo, mesmo com a ameaça de multa, turistas continuam se arriscando por lá. Basta buscar pela hashtag #wallyscave no Instagram.

Como substituir a Wallys Cave no seu Instagram

A seguir, veja alguns lugares que podem agradar aos fotógrafos – amadores e profissionais – e a quem gosta de aparecer com a famosa “pose de blogueira” em cenários inspiradores.

Lion’s Head

A própria Lion’s Head já é um lugar tremendamente inspirador. A vista do topo é impressionante. Medo de altura? Sem problemas. Não é preciso subir muito para conferir ângulos pra lá de fotogênicos de Cape Town.

Para mais informações sobre a trilha mais democrática da Cidade do Cabo, veja o post que fiz sobre essa o montanha.

Lion's Head - Cidade do Cabo/Cape Town, África do Sul

Camps Bay

Em 2014, eu caminhava pelo estacionamento da Decathlon do Morumbi quando algo na parede chamou o meu olhar. Era Camps Bay. Num banner gigante de uma marca de mesa de ping-pong.

Aparecer em uma peça publicitária qualifica essa praia como uma locação de ~blogueiragem, não?

Praia de Camps Bay - Cidade do Cabo/Cape Town, África do Sul

Calçadão de Sea Point

Mais um ítem que entrou pela cota dos bancos de imagem. A mais recente aparição inesperada de Sea Point foi na revista O2 de dezembro de 2017. O Promenade ilustrava uma matéria sobre treinos de corrida durante o período de festas.

Além de ideal para fotos, o bairro da orla da Cidade do Cabo é bom para praticar esportes e morar ou se hospedar. Saiba mais sobre a região, que é bem popular entre estudantes brasileiros.

Sea Point Promenade - Cidade do Cabo/Cape Town, África do Sul

Bo-Kaap

Cenário de diversos clipes musicais, Bo-Kaap dá um ar de ensaio de moda às suas fotos de viagem. Sua marca é a presença de casas coloridas, principalmente nas ruas Wale, Chiappini e Dorp. Veja o post sobre o bairro no qual morei durante o intercâmbio de 2011.

Kirstenbosch

O imenso Jardim Botânico de Kirstenbosch lembra um pouco o do Rio, pois também fica no pé de uma montanha. E isso já garante um cenário interessante. As áreas mais abertas também são um espetáculo.

Inaugurada pouco depois da minha primeira viagem pra lá, a passarela sobre as árvores não me impressionou tanto ao vivo. No entanto, funciona bem para fotos. Sempre faz sucesso no Instagram do Bastante Sotaque.

Jardim Botânico de Kirstenbosch - Cidade do Cabo/Cape Town, África do Sul

Para chegar em Kirstenbosch, pegue um Uber ou o ônibus vermelho do City Sightseeing, tema de um post deste blog.

Bloubergstrand

Como já falei em alguns posts por aqui, a praia de Bloubergstrand tem a minha vista preferida da Table Mountain. Isso melhora ainda mais nos dias de vento forte, condição que atrai o pessoal do kitesurf, colorindo ainda mais essa maravilha de cenário.

Praia de Blouberg - Cidade do Cabo/Cape Town, África do Sul

Muizenberg

Assim como Bo-Kaap, a praia de Muizenberg tem a vocação de transformar fotos comuns em ensaios de moda. A graça está nas casinhas coloridas, que lembram Brighton, na Austrália.

Para saber mais sobre essa atração de Cape Town, veja o post que escrevi sobre o lugar.

Praia de Muizenberg - Cape Town/Cidade do Cabo, África do Sul

Cape Point

Vizinho do Cabo da Boa Esperança, o Cape Point tem uma trilha que costuma ficar fora do roteiro da maioria dos visitantes. É um caminho que começa na subida para o farol mais antigo e segue pelo lado da False Bay. O verde da vegetação e o azul do mar são bem intensos naquele lugar.

Saiba mais sobre essa atração no post sobre a ida ao Cabo da Boa Esperança e ao Cape Point.

Escadaria do Waterfront

Atração mais visitada do continente africano, o complexo do V&A Waterfront, em Cape Town, também tem seus segredos. Um lugar pouco conhecido é a escadaria colorida próxima ao hospital Somerset.

Ela segue a estética ndebele, que talvez seja a principal expressão do design tribal na África do Sul. Marcada pelo uso de forma geométricas e muitas cores, tem como grande nome a artista Esther Mahlangu.

V&A Waterfront - Cidade do Cabo, África do Sul

A escadaria fica mais ou menos perto da parada final do ônibus MyCiti no Waterfront. Os melhores pontos de referência são as concessionárias McLaren e Aston Martin, além da rotatória próxima aos estacionamentos Granger Bay e Breakwater.

Quer mostrar o post pra alguém? Compartilhe!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.