Dicas de Cape Town: Waterfront, o porto maravilha

O V&A Waterfront de Cape Town é uma das principais opções de lazer da cidade e aparece entre as atrações mais visitadas da África do Sul.

O Waterfront de Cape Town recebe cerca de 24 milhões de pessoas anualmente

Cape Town faz parte do clube das cidades que revitalizaram a sua zona portuária. A transformação daquele pedaço da Mother City começou a tomar forma nos anos 90, e hoje, o V&A Waterfront é uma das atrações mais visitadas da África do Sul.

Vizinho do Cape Town Stadium, o lugar é um grande complexo gastronômico, comercial, turístico e cultural. São museus, shoppings, hotéis e diversos restaurantes. Além disso, muitas atividades podem ser feitas ou reservadas por ali.

Gostando ou não daquela atração, é preciso reconhecer sua importância para a economia local. Segundo um relatório divulgado em seu site oficial, o Waterfront gera mais de 21 mil empregos diretos e outros 17 mil indiretos, além de contribuir com 39,9 bilhões de rand para o PIB.

Confira também os outros posts sobre o Waterfront:

O que fazer no Waterfront

Onde comer no Waterfront

V&A Food Market, o inimigo das dietas

Willoughby & Co, meu restaurante preferido na África do Sul

Sunset Champagnet: O passeio de barco no pôr do sol

Réveillon: O Ano Novo na Cidade do Cabo

Lazer

Costumo dizer que, se você não tiver ideia do que fazer, vá para o Waterfront. Por ser quase todo a céu aberto, é bom para andar ou apenas sentar para tomar um sorvete e ver o movimento. Sempre há algo acontecendo, como apresentações de bandas de marimba.

A dica para os intercambistas: assistir a um filme no cinema do shopping ou no Galileo Open Air, evento que acontece durante o verão.

No Waterfront, também é possível alugar uma bicicleta, andar na roda gigante Cape Wheel, visitar o aquário Two Oceans, e tirar fotos em cantos instagramáveis, como as molduras amarelas e a escadaria com pintura ndebele.

Veja mais detalhes sobre essas opções de lazer no post “O que fazer no Waterfront”

Compras

É comum se referir a tudo – incluindo os seus vários shoppings – como Waterfront. Como se fosse uma coisa só. Entretanto, há centros comerciais de perfis diferentes.

O Victoria Wharf é o que mais se parece um shopping convencional, pois seu espaço conta com mais lojas e restaurantes. Há até um supermercado Pick n Pay no subsolo.

Já o Clock Tower e o Alfred Mall são bem menores. O primeiro conta com algumas joalherias, além de abrigar o Cape Town Diamond Museum.

Localizada entre uma das pontes e o Alfred Mall, a loja African Trading Port é grande e tem lembranças a bons preços. É bem fácil achá-la: a parte da frente é decorada com esculturas gigantes de animais.

Watershed

O Watershed é uma das construções mais recentes por ali. O térreo é dedicado a artesanato, design e jóias, enquanto o segundo piso concentra espaços de coworking e salas de reunião.

Onde comer no Waterfront

Há cerca de 80 restaurantes no Waterfront. E, segundo o site oficial do V&A, mais de 60 oferecem opções vegetarianas.

Praticamente todas as redes possuem uma filial por ali, como Primi Piatti, Ocean Basket, a lanchonete Steers e a pizzaria “guerreira” Debonairs.

Entre os restaurantes, destaco o Willoughby & Co, meu favorito na África do Sul. Não se assuste caso haja fila: ela anda rápido. E ainda servem vinho aos clientes que estão na espera. Gratuitamente.

Outro que gosto muito é o ótimo La Parada, cuja filial do Waterfront foi inaugurada em novembro de 2018.

Uma dica que considero preciosa é o V&A Food Market, colado na Nobel Square. Diariamente, seus quiosques oferecem comidas boas e variadas.

Veja mais detalhes no post “Onde comer no Waterfront”

Passeios

O complexo do V&A Waterfront pode ser o ponto de partida para passeios por Cape Town e arredores, seja por terra, água ou ar. É fácil encontrar as lojas e quiosques das operadoras de passeios.

Há várias modalidades de tours de helicóptero e barcos – como os cruzeiros do por do sol com direito a champagne, que fiz na viagem mais recente.

Já a empresa que opera o Red Bus do City Sightseeing tem uma base junto ao Two Oceans Aquarium. É de lá que partem os tours de hop-on hop-of pela cidade e os ônibus que fazem passeios de um dia pelo Cabo da Esperança (inclui a praia dos pinguins). Também é dali que sai o transporte para a base do Wine Tram de Franschhoek.

Veja mais detalhes sobre os passeios no post “O que fazer no Waterfront”

Robben Island

Também é do Waterfront que partem os ferryboats para a Robben Island, a ilha na qual Nelson Mandela ficou preso e hoje funciona como museu.

Os concorridos tours partem três vezes por dia (quatro, no verão) da estação ao lado da Clock Tower. É bom comprar pela internet, antecipadamente. Você também pode adquirir o ingresso na bilheteria, mas é improvável achar um lugar disponível no mesmo dia.

Tenha em mente que as viagens podem ser canceladas por causa do clima. Neste caso, você pode pedir reembolso ou reagendar o passeio.

Aquário

Assim como o Rio, Cape Town tem um grande aquário na sua zona portuária. O Two Oceans Aquarium foca na vida marinha presente na costa sul-africana, banhada por Atlântico e Índico.

É uma ótima opção para os dias de chuva na Cidade do Cabo.

Hotéis

O Waterfront é democrático por ser um lugar em que todo mundo pode passear. No entanto, o público dos seus hotéis é classe JD. João Dória.

Vários pacotes de luxo incluem hospedagens espetaculares por ali. É o caso do hotel-boutique Cape Grace e o One&Only. Neste último, 40 dos 131 apartamentos ficam em uma ilha artificial.

Réveillon

O Réveillon no Waterfront é animadinho, mas não espere uma Copacabana. Os palcos espalhados pelo V&A contam com apresentações de vários gêneros musicais e performances de artistas.

À meia-noite, há uma queima de fogos meio humilde. Equivale a uma das balsas da praia carioca. No Ano Novo que passei lá, também faziam projeções com laser em um prédio.

Ah, e nada de champagne nas áreas ao ar livre. Não é permitido consumir bebida alcoólica em lugares públicos na África do Sul. Foi curioso brindar com garrafinhas de água.

A outra opção de réveillon no Waterfront é a festa do Shimmy Beach Club, uma casa noturna/bar/restaurante/beach club famosinha entre os intercambistas tupiniquins.

Veja também:

O Ano Novo na Cidade do Cabo

Serviços: Câmbio e correio

Há um corredor com algumas casas de câmbio no primeiro piso do Victoria Wharf, o shopping principal. Troquei dinheiro no banco Bidvest (aceita reais), e também recomendo a que fica embaixo da escada.

E é no segundo andar daquele shopping que fica a agência de correio. É o mesmo corredor da loja de departamentos Edgars. Além dos serviços usuais, como enviar cartões postais, o local também vende crédito para celulares Vodacom, Cell C e MTN.

Ali, você também encontra rolos de plástico-bolha para embalar suas garrafas de vinho. Cada rolinho de “bubble wrap” sai por 16 rand.

Museus

Entre os sete museus do Waterfront, visitei apenas o de Arte Contemporânea da África – Zeitz Mocaa, localizado no mesmo edifício do Silo Hotel. Se quiser saber mais sobre a revitalização do prédio, você pode fazer um áudio tour. O aluguel do fone é gratuito, basta deixar um documento na recepção.

Transporte

MYCITI: O Waterfront foi um dos primeiros lugares de Cape Town a receber paradas do ônibus MyCiti, o “BRT” capetoniano.

Post sobre o ônibus MyCiti

UBER: Funciona bem. Há alguns pontos de encontro cadastrados no Uber, como o da entrada próxima ao estacionamento Breakwater. O meu preferido era o Silo Hotel/Museu Zeitz.

TÁXI: Jamais, repito em caixa alta, JAMAIS pegue os táxis que ficam parados em pontos no Waterfront, especialmente na baia próxima ao Victoria & Alfred Hotel.

Chame por telefone ou pelos aplicativos próprios de companhias como UnicabIntercab (021 44 777 99) e Excite.

CARRO: São vários estacionamentos, muitas vagas. No verão, altíssima temporada, complica um pouco. Em dias de maior movimento, eu costumava ir direto para o Silo District.

Planejando sua viagem

Ao planejar sua viagem com os parceiros do Bastante Sotaque, você ajuda a manter o blog. Com essas parcerias, é possível cobrir os gastos com hospedagem do site, domínio e ferramentas de monitoramento. As vendas garantem uma comissão ao blogueiro, enquanto os seguidores e leitores não precisam pagar nada a mais pelos serviços.

Seguro viagem

Leitores do Bastante Sotaque têm desconto de 5% ao adquirir este serviço com a nossa parceira Seguros Promo. Basta usar o cupom bastantesotaque5 na compra do seguro viagem.

Aluguel de carros

Rentcars.com é o maior site de comparação de preços, descontos e serviços de locações de veículos da América Latina. Presente em mais de 140 países (incluindo Brasil e África do Sul), cobre os principais destinos e aeroportos do planeta através de parcerias com mais de 100 locadoras.

Algumas informações sobre as reservas feitas com a Rentcars:

– a cobrança é sempre em reais, mesmo para reservas fora do Brasil;

– parcelamento em até 12 vezes;

– atendimento e call center em português, inglês e espanhol sete dias por semana.

O leitor do Bastante Sotaque não paga nada a mais por isso. Para reservar, basta clicar aqui ou em um dos banners – este do post ou o da coluna ali da direita.

Guia de viagem

As livrarias brasileiras não oferecem muitas opções de guias daquele país. Por isso, sugiro o Guia da África do Sul do Se Lança Blog, que é uma das minhas referências de conteúdo em português sobre aquele destino. As vendas garantem uma comissão ao blogueiro, e os seguidores não precisam pagar nada a mais pelo produto.Dicas da África do Sul

Passagens aéreas

Você pode consultar os preços e comprar passagens para África do Sul ou qualquer lugar do Brasil e do mundo através do site Parceiros Promo. Com isso, o Bastante Sotaque ganha uma comissão, você ajuda o blog a se manter e não paga nada a mais por isso.

Quer mostrar o post pra alguém? Compartilhe!

3 comentários

  1. Oie!
    Pra quem fica hospedado no Never@Home é tranquilo ir e voltar a pé do V&A? Vi que é bem próximo…
    E a questão dos táxis, por que nunca pegá-los lá?

    • Sempre fui a pé de dia. Siga pela rua principal de Green Point e vire na Portswood. À noite, preferia pegar o Uber.
      Os táxis que ficam parados ali não usam taxímetro.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.