Passeando por Cape Town: O bingo das molduras amarelas

A Table Mountain pode ser vista de vários pontos de Cape Town. De quebra, há molduras amarelas espalhadas pela cidade, feitas para destacar o grande ícone da Mother City.

As molduras amarelas ajudam a divulgar alguns cantos não tão conhecidos de Cape Town

(post atualizado em 31/7/2019)

Relações familiares têm ficado estremecidas por causa da diferença de opiniões. Amizades acabam porque as pessoas votarão em candidatos diferentes. Vai piorar? Talvez. Entretanto, todo mundo pode concordar em uma coisa: a Table Mountain é uma enxerida. Se não bastasse o fato de ela ser vista de diversos lugares de Cape Town, se metendo em várias paisagens, há as molduras amarelas espalhadas pela cidade. Elas destacam o ícone capetoniano e facilitam o enquadramento das fotos.

Essas instalações estão presentes em locais muito visitados, como o V&A Waterfront, e em outros nem tão conhecidos dos brasileiros, como a região do antigo District Six. Podem, portanto, dar um norte ao seu roteiro, virando um motivo para conhecer algum ponto da Mother City.

Veja também:

Cape Town/Cidade do Cabo: Visitando a Table Mountain

De carro em Cape Town: Veja o que visitar

Explorando Cape Town sem carro

Origem

Tudo começou há um tempo atrás, quando foi determinado que Cape Town seria a Capital Mundial do Design (WDC) de 2014. A instalação das primeiras molduras em 2013 fez parte do programa desse evento, cuja cor oficial era o amarelo. Mais especificamente, o Pantone 109 C. Além disso, a iniciativa pegou carona na eleição da Table Mountain como uma das Novas Sete Maravilhas Naturais do Mundo em 2012.

“Ao instalar as molduras em alguns locais inusitados, as pessoas serão lembradas da beleza da vista da montanha. Isso também transmite a ideia de que a montanha é para todos, não apenas para o turista convencional. É uma bela forma de celebrar a inclusão de Cape Town entre as Sete Novas Maravilhas Naturais e encorajar as pessoas a compartilhar imagens dessas vistas diferentes nas redes sociais”, segundo o site da WDC (já desativado).

O artista

Com 2,8m de altura e 4m de largura, as molduras amarelas são uma criação do sul-africano Porky Hefer. O artista é conhecido pelas suas obras interativas, como os ninhos gigantes e a poltrona em forma de orca.

Onde estão as molduras

Ao todo, há sete molduras amarelas espalhadas pela cidade. A região central concentra a maior parte, com cinco (Signal Hill, District Six/Zonnebloem, V&A Waterfront – são duas lá – e estação de trem).

Lugares como a Robben Island e algumas vinícolas também criaram suas versões dos frames, mas não fazem parte do mesmo projeto da amarelinhas. A da ilha, por exemplo, é azul.

V&A Waterfront 1

Essa moldura fica no V&A Waterfront, perto dos restaurantes La Parada e Den Anker, e de uma barraca de cachorro-quente. Certamente, é a mais fotografada entre todas as sete instalações. Graças a essa popularidade, imagino que os donos do Cape Grace devam usar a hashtag #gratidão em suas orações diariamente. Afinal, o ultramegaluxuoso hotel aparece de figurante em quase todas as imagens.

Para garantir um enquadramento legal, veja se a pessoa que vai tirar sua foto está pisando no “x” amarelo pintado no chão.

V&A Waterfront 2

A mais recente adição na coleção de molduras amarelas da Cidade do Cabo fica no Silo District, o setor novo do Waterfront. Com o fim da construção e a inauguração do hotel Radisson RED, as fotos ali já não tem mais um horroroso esqueleto de metal ao fundo.

Ela fica bem em frente ao prédio que abriga o luxuoso Silo Hotel e o Zeitz Mocaa (Museu de Arte Contemporânea da África).

Signal Hill

Uma das minhas molduras preferidas. Essa é mais próxima da Table Mountain. Ideal para fotos a qualquer hora do dia, especialmente durante o pôr do sol.

Como chegar: pegue um Uber. Caso vá de carro para o pôr do sol, chegue cedo, já que o estacionamento é pequeno.

Outra opção é a rota especial para o pôr do sol do ônibus vermelho do City Sightseeing.

Veja mais detalhes no post sobre a Signal Hill

Estação de trem

Essa é uma das molduras amarelas “alternativas”, já que passa quase despercebida. Ela se localiza na grande praça em frente à estação central de trem.

Naquele local, o principal ponto de referência é o prédio do banco ABSA, na esquina das ruas Riebeek e Adderley.

Ela não estava lá em novembro de 2018, mas, após uma troca de DMs com o Instagram do Table Mountain Cableway, confirmei que ela havia sido retirada temporariamente para restauração.

Big Bay

O famoso pico do kitesurf oferece uma das minhas vistas preferidas da Table Mountain, junto com sua vizinha Bloubergstrand. A moldura amarela de Big Bay fica diante do shopping Eden on the Bay, do lado de um gramado.

Como chegar:

De carro: O caminho é fácil. Geralmente, o Waze manda pegar a estrada N1. Estacione no shopping Eden on the Bay.

De ônibus: Linha 217 do ônibus MyCiti, o BRT capetoniano.

De Uber: Melhor opção para a noite, quando o MyCiti para de circular.

De táxi: Nunca pegue da rua. Utilize apenas os de empresas. Chame por telefone ou pelos aplicativos próprios de companhias como Unicab, Intercab (tel: 021 44 777 99) e Excite.

Charly’s Bakery

Conheci esse yellow frame agora em novembro, após comer na Charly’s Bakery. A moldura fica no estacionamento dessa padaria.

Outro local que pode ajudar você a se situar é o grande mural azul do Nelson Mandela, pintado na casa em frente à padoca. Por sinal, é possível enquadrar a Table Mountain, junto com o grafite.

No roteiro: Você pode visitar aquele local no mesmo dia que for ao District Six Museum e/ou ao badalado café Truth Coffee. Ambos ficam na Buitenkant St, a menos de 100m dali.

Como chegar: A Charly’s fica na Harrington Square, uma praça localizada entre as ruas Cantebury (onde fica o mural do Mandela) e a Harrington (que conta com vários bares e cafés).

Como há um grande estacionamento, é tranquilo ir de carro. Outra opção é ir a pé mesmo, caso esteja pelo Centro.

Lookout Hill

É a única das molduras amarelas que ainda não visitei. Um dos motivos é a falta de informações sobre o local.

A Lookout Hill fica em Khayelitsha, a segunda maior township do país. Provavelmente, a melhor forma de se chegar lá é com algum tour de agência. Se alguém já passou por lá, conte aí nos comentários como foi a experiência!

Planejando sua viagem

Ao planejar sua viagem com os parceiros do Bastante Sotaque, você ajuda a manter o blog. As vendas garantem uma comissão ao blogueiro e, com isso, é possível cobrir os gastos com hospedagem do site e domínio.

Guia da África do Sul

As livrarias brasileiras não oferecem muitas opções de guias daquele país. Por isso, sugiro o Guia da África do Sul do blog Se Lança, que é uma das minhas referências de conteúdo em português sobre aquele destino.Dicas da África do Sul

Passagens aéreas

Você pode consultar os preços e comprar passagens para África do Sul ou qualquer lugar do Brasil e do mundo através do site Passagens Promo. Com isso, o Bastante Sotaque ganha uma comissão e você ajuda o blog a se manter.

Seguro viagem

Leitores do Bastante Sotaque têm desconto de 5% ao adquirir este serviço com a nossa parceira Seguros Promo. Basta usar o cupom bastantesotaque5 na compra do seguro viagem.

Aluguel de carros

Rentcars.com é o maior site de comparação de preços, descontos e serviços de locações de veículos da América Latina. Presente em mais de 140 países (incluindo Brasil e África do Sul), cobre os principais destinos e aeroportos do planeta através de parcerias com mais de 100 locadoras. Para reservar, basta clicar aqui.

Quer mostrar o post pra alguém? Compartilhe!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.