Compras em Cape Town: Loja do Martins, a preferida dos brasileiros

A loja do moçambicano Martins se tornou uma parada quase obrigatória para brasileiros que visitam a Cidade do Cabo. Além dos preços camaradas para quem vem do Brasil, uma visita ao local é garantia de um bom papo.

Na base do boca a boca, Martins virou um fenômeno de vendas de artesanato e presentes para brasileiros

O perfil do Bastante Sotaque no Instagram ganhou tintas de Trip Advisor há cerca de dois meses. Assim que postei um vídeo, começaram a pipocar dezenas comentários repletos de avaliações positivas. O tema? A loja do Martins no African Craft Wholesale Market. Poucas publicações geraram tanto engajamento como aquele post e a story de uma foto que tirei com ele.

Esse moçambicano de 38 anos não era um estranho para mim. Já havia visto seu nome inúmeras vezes em um grupo sobre Cape Town no Facebook. Sempre que o assunto lembranças/presentes/artesanato surgia, seu nome era mencionado, e frequentemente acompanhado por elogios e fotos do seu cartão de visitas. Tantas recomendações fizeram com que eu o incluísse entre as alternativas à Greenmarket Square nesse post de dezembro de 2017.

‘Eu quero é preço’

Conheci Martins no segundo dia da minha viagem mais recente a Cape Town, em novembro de 2018. Uma bandeira do Brasil colada na parede confirmou que eu estava no lugar certo. Quanto aos produtos, havia de tudo. De girafas de madeira a chaveiros, passando por pratinhos coloridos e leões feitos de uma pedra verde, meio brilhante.

Em seu armário, um rolo gigante de plástico-bolha é a garantia de que até as peças mais frágeis podem sobreviver ao “tratamento vip” que as bagagens recebem nos aeroportos. Digo isso por experiência própria: tudo que comprei com ele chegou inteiro aqui.

Já em termos de variedade, sua loja não fica devendo nada à famosa Greenmarket Square, localizada a poucos metros dali. A praça, aliás, é famosa pelo hábito de se negociar com os vendedores, que costumam ter um preço inicial bem alto. Tal coreografia não existe na loja do Martins. Pelo menos, quando o cliente é brasileiro.

Brasileiro é vip

“Aqui não se negocia com brasileiro. Eu dou o preço justo. E se precisar de algo que eu não tenho aqui, ajudo a localizar a um preço muito acessível”, explicou o vendedor, que apresenta muita desenvoltura ao falar de seu estabelecimento, mas ganha um ar tímido diante da câmera.

Conversando com o Martins, consegui entender o porquê de tanta propaganda positiva nas redes sociais. Não é só pelos preços mais baixos para brasileiros ou atendimento diferenciado. Boa praça e de fala mansa, ele sempre faz questão de ressaltar seu carinho pelo Brasil e gratidão com os turistas e estudantes tupiniquins.

Não à toa, nossos compatriotas são figurinhas fáceis naquela loja. Nas duas vezes em que estive lá, encontrei brazucas: um trio de intercambistas da escola IH na primeira visita e um casal do Paraná na segunda.

Os números que o escritório do Turismo Oficial da África do Sul no Brasil me forneceu mostram que a tendência é a clientela do moçambicano aumentar. Só em agosto de 2018, o número de visitantes brasileiros na Rainbow Nation cresceu 22% em relação ao mesmo período no ano anterior.

O sucesso das vendas, entretanto, gerou um clima de competição entre seus vizinhos de mercado. Segundo Martins, alguns vendedores aprenderam palavras em português e, de vez em quando, pegam seus fregueses.

Casamento de novela

Moçambique faz fronteira com o leste da África do Sul e, por isso, é comum que os imigrantes se estabeleçam na província de KwaZulu-Natal, onde fica Durban. Entretanto, Martins optou por um caminho diferente e escolheu Cape Town há dez anos.

Seu sonho atual não surpreende: conhecer o Brasil. Já o de infância era mais curioso: “Queria casar com alguém da novela”. Pedi que ele citasse alguns folhetins que havia assistido e o primeiro nome lembrado foi “Deus nos Acuda”, de 1992. Já as suas produções preferidas são “O Rei do Gado” e “Avenida Brasil”.

Entre as preferências musicais, Martins mostrou uma queda pelo sertanejo.

“Anos atrás, eu era fã de Leandro & Leonardo. De lá pra cá, a Paula Fernandes e a Rita Lee são minhas preferidas”, contou.

Rumo ao Brasil?

Os comentários e direct messages que recebi após as publicações sobre o Martins mostraram que, além de clientes, ele fez muitos amigos brasileiros. Nas conversas que tivemos, ficou claro que, embora não haja uma data definida, ele não vê a hora de pegar o primeiro avião com destino à felicidade. E a felicidade, para ele, é o Brasil.

“Meu primeiro país fora da África do Sul tem que ser o Brasil. Viajar antes para a Europa seria trair a mim mesmo”, afirmou.

Serviço

A loja do Martins fica na esquina das ruas Long e Longmarket. O acesso é feito pelo número 91 da Long Street, bem perto da escola de inglês Oxford. Ao entrar, vire à direita e vá até o final do corredor.

Endereço: 91 Long Street (African Craft Wholesale Market).

Planejando sua viagem

Guia de viagem

As livrarias brasileiras não oferecem muitas opções de guias daquele país. Por isso, sugiro o Guia da África do Sul do blog Se Lança, que é uma das minhas referências de conteúdo em português sobre aquele destino.

Seguro viagem

Leitores do Bastante Sotaque têm desconto de 5% ao adquirir este serviço com a nossa parceira Seguros Promo. Basta usar o cupom bastantesotaque5 na compra do seguro viagem.

Aluguel de carros

Rentcars.com é o maior site de comparação de preços, descontos e serviços de locações de veículos da América Latina. Presente em mais de 140 países (incluindo Brasil e África do Sul), cobre os principais destinos e aeroportos do planeta através de parcerias com mais de 100 locadoras. Para reservar, basta clicar aqui.

Passagens aéreas

Você pode consultar os preços e comprar passagens para África do Sul ou qualquer lugar do Brasil e do mundo através do site Passagens Promo. Com isso, o Bastante Sotaque ganha uma comissão e você ajuda o blog a se manter.

Quer mostrar o post pra alguém? Compartilhe!

6 comentários

  1. Muito bom!!! Parada obrigatória!
    Além dos ótimos preços um bate papo e dicas locais.
    Aberta todos os dias das 09h00 as 19h30(mais ou menos).
    Abraços

  2. Estamos aqui em cape town nesse exato momento (eu e minha noiva). Conhecemos o Martins por pura coincidência. Estavamos perambulando pela long street e paramos na loja dele. Quando ele falou que havia uma matéria sobre ele no “bastante sotaque”, eu disse: “conheço esse blog/site. É muito bom”. Assim que cheguei no hotel, vim conferir e aqui está. De fato, após ter comprado em algumas lojas da mesma galeria antes, percebi que o Martins vendkamuitos dos produtos que ja havíamos comprados poucos minutos antes por até 50% do preço. Deu eu mim e em minha noiva um misto de raiva e frustraçao. Nao curto essa coisa de oferecerem preços altos para turístas e irem diminuindo. Detesto essa forma de negociar. E o Martins foi muito honesto já em seus preços iniciais. Alem dos bons papos e dicas para viagem que ele dá. Recomendadíssimo!
    P.s.: eu e minha noiva nao recebemos nenhum jabá dele kkkkk Somos um casal de viajantes. E estamos retirbuindo uma boa receptividade e atenção de um sujeito honesto e de bom papo.

  3. Nossa! Estamos aqui e a diferença de preço é gritante. Ele nos deu dicas valiosas e até nos levou a pé num lugar longe pra conseguirmos o melhor preco de um item que ele nao tinha. Muito educado, simpatico. Aprendemos muito com ele. Obrigada ao blog e obrigada a ele. Gratidão.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.