Esther Mahlangu: Visitando a exposição da artista em Cape Town

Obras de gogo Esther Mahlangu são exibidas na South African National Gallery

Exposição traz retrospectiva do trabalho do grande nome da arte tribal sul-africana

Mostra levou à África do Sul a icônica BMW decorada por Vovó Esther

Exposição Esther Mahlangu - SA National Gallery - Cidade do Cabo/Cape Town, África do Sul

Quando pintei o capacete que uso no kart, a intenção era fazer uma referência à África do Sul. Depois de inúmeros rascunhos, fui simplificando o desenho e concluí que homenagear Esther Mahlangu seria o melhor caminho. Esse processo todo me fez perceber que tenho uma artista favorita – me senti muito culto. E isso deu um sabor todo especial à ida em sua exposição na South African National Gallery meses depois.

Foi emocionante reconhecer algumas de suas telas e encontrar referências que usei. Um exemplo é o parachoque da BMW pintada por Esther Mahlangu. As suas quinas me ajudaram a superar uma dificuldade: como desenhar essas formas geométricas, cheias de retas, na parte superior – e arredondada – do capacete.

A exposição

Intitulada “‘Then I Knew I Was Good at Painting: Esther Mahlangu, A Retrospective”, a mostra fica em cartaz na South African National Gallery, na Cidade do Cabo, até 11 de agosto. Como o nome diz, é uma retrospectiva do trabalho do grande nome da arte tribal da África do Sul. Já a curadoria fica por conta de Nontobeko Ntombela, da Wits School of Arts. Depois de Cape Town, a exposição passará por Joanesburgo antes de cruzar o oceano rumo aos Estados Unidos.

Além das obras, há textos explicativos nas paredes e um depoimento em vídeo. Tudo isso faz o visitante viajar pela jornada de Esther desde a infância, quando já pintava paredes na sua casa. O trunfo da artista foi levar esse estilo dos ndebeles para outros contextos, e a exposição mostra quase todos eles. Já as peças que não estão na SA National Gallery aparecem em um mural com fotos e reportagens do mundo todo.

Apesar de já conhecer seu trabalho há algum tempo, foi interessante descobrir como ela se permite inovar, abraça novas técnicas, sempre se mantendo fiel à estética ndebele.

Veja também:

Encaixando a exposição de Esther Mahlangu no seu roteiro

O título da exposição

Um dos textos nas paredes traz uma citação de Esther Mahlangu, na qual ela explica como descobriu seu dom ainda na infância.

“Quando meus pais pararam e saíram para descansar, comecei a pintar a casa. Ao voltarem, disseram: ‘O que você fez? Não faça isso nunca mais!’

Depois disso, passei a fazer meus desenhos na parte de trás da casa. Aos poucos, meus desenhos foram melhorando. Até que eles me pediram para voltar à frente da casa. Ali, eu soube que era boa com pinturas” – Esther Mahlangu

Destaques

A grande estrela do acervo é a BMW 525i 1991, que estava há mais de 30 anos longe da África do Sul. O sedã, aliás, teve que ser içado para dentro da galeria de arte. Esse modelo faz parte da série Art Car, na qual artistas do calibre de Esther Mahlangu, Andy Warhol e Roy Lichtenstein colaboraram com a marca alemã.

BMW Art Car - Esther Mahlangu - South African National Gallery - Cidade do Cabo, África do Sul

Já a parede que reúne dezenas de telas da artista sul-africana é hipnotizante. O mais legal é que ela escreve o ano ao lado da sua assinatura e, assim, dá pra ver que algumas obras são bem recentes.

Também sugiro que você se sente diante do telão e assista ao vídeo com um longo depoimento de vovó Esther. É tocante ouvir a sua voz contando sua história e, especialmente, quando ela se percebeu como artista e talentosa.

Esther Mahlangu e o Brasil

Há um pouquinho de Brasil nessa exposição na SA National Gallery. No setor que mostra referências a Esther mundo afora, há uma imagem da sapatilha UltraGirl, da Melissa, com uma estampa desenhada por ela. O modelo foi criado para a edição de 2009 da São Paulo Fashion Week, evento que contou com a presença da artista.

Esther Mahlangu - Sapatilha Melissa

Quem é Esther Mahlangu

Hoje com 88 anos, Esther começou a pintar aos 10. Na tradição dos ndebeles, as mulheres decoram as fachadas das casas com formas geométricas e muitas cores. Entretanto, a sul-africana foi além e levou a arte de sua tribo a outros contextos, como telas e carpetes.

“Descoberta” nos anos 80, gogo Esther Mahlangu já teve seus trabalhos expostos em lugares como Paris e Nova York. A artista também colaborou com um rol bem diversificado de marcas, como Melissa e BMW. Na edição de 2009 da São Paulo Fashion Week, a empresa brasileira lançou uma série de 4 mil pares do modelo UltraGirl com uma estampa desenhada pelo maior nome do design tribal sul-africano.

Já em abril de 2018, o Departamento de Artes, Design e Arquitetura da Universidade de Joanesburgo concedeu a ela o título de doutora honoris causa. Foi um reconhecimento a seu legado como “empreendedora cultural em nível local e global, e a seu papel como educadora.”

Serviço

Exposição “Then I Knew I Was Good at Painting: Esther Mahlangu, A Retrospective”

Quando: De 18 de fevereiro a 11 de agosto.

Onde: South African National Gallery. Government Avenue, Company’s Garden, Cape Town.

A galeria abre diariamente entre 9h e 17h. Entrada: 60 rand.

Como chegar: Uber ou ônibus MyCiti (parada Groote Kerk, linhas 106, 107 e 113). Em março de 2024, eu estava no hostel Never at Home (Kloof Street) e fui a pé até lá.


O Bastante Sotaque é uma iniciativa independente, com conteúdo 100% gratuito, e isso demanda tempo e custos. Por isso, quando você planeja sua viagem com os parceiros do site, você ajuda a mantê-lo.

A Melhores Tarifas é comandada pela Mari Magalhães, que sabe tudo de África do Sul. E eu recomendo não só pela parceria, mas porque emiti com ela as passagens da minha viagem de março/2024.

Então, na hora de comprar sua passagem – não só pra África do Sul – fale com a Mari. Entre em contato com ela através do e-mail asmelhorestarifas@gmail.com.

Real Seguro Viagem é a pioneira em comparação de seguros de viagem online no Brasil. Desde 2008, a empresa trabalha com seguradoras especialistas em atendimento ao viajante. Para fazer sua cotação, clique aqui.

Dicas da África do Sul

As livrarias brasileiras não oferecem muitas opções de guias daquele país. Por isso, sugiro o Guia da África do Sul do Se Lança Blog, que é uma das minhas referências de conteúdo em português sobre aquele destino.

Rentcars é o maior site de comparação de preços, descontos e serviços de locações de veículos da América Latina. Presente em mais de 140 países (incluindo Brasil e África do Sul), cobre os principais destinos e aeroportos do planeta através de parcerias com mais de 100 locadoras. Para reservar, basta clicar aqui.

Através da GetYourGuide, você pode ter acesso e reservar cerca de 110 mil atrações e passeios em 150 países.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.