Pretória e a resposta para a pergunta ‘aonde é o Mandela?’

Capital administrativa da África do Sul, Pretória pode ser a chave para responder à pergunta ‘aonde é o Mandela?’, feita insistentemente pelo eu lírico de “Partiu”, sucesso do Mc Kekel.

Descobri essa música recentemente e, além dos seus quase 140 milhões de acessos no YouTube (assista), fiquei surpreso com a agonia do eu lírico. Afinal, ele pergunta 18 vezes onde é o Mandela.

Fui, partiu

Eu não tenho certeza sobre qual Mandela ele falava. Em todo caso, meu palpite é a estátua de 9m do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela. O monumento fica no jardim dos Union Buildings de Pretória, sede do Executivo do país.

Feita em bronze, a imagem foi inaugurada em dezembro de 2013, poucos dias após a morte do Madiba.

Visitei o local em 5 de dezembro de 2015 – aniversário do falecimento do ex-presidente. Fui até lá pra ver se haveria alguma homenagem, mas não tinha nenhuma celebração. O que chamou a minha atenção mesmo foi o número de turistas com as mãos pra cima, de costas para a imagem de Mandela. Eles estavam posando para fotos “tocando” as mãos da estátua.

É uma daquelas poses manjadas, estilo “empurrando a Torre de Pisa” ou “segurando o Taj Mahal”. Nada contra, aliás. Se você fizer isso e alguém olhar torto, lembre-se de que essa pessoa não paga suas contas nem suas viagens.

Por sinal, a estátua de Mandela em Pretória garante um dinheirinho para alguns fotógrafos. Eles se oferecem para tirar fotos das pessoas diante da estátua, e as vendem para os visitantes.

Union Buildings

O prédio do Governo não é aberto ao público. Resta aos turistas caminhar pelo vasto jardim e pela rua da entrada principal.

Além do Mandela, você pode encontrar algumas “comitivas” com noivos e suas famílias. Na África do Sul, é comum esbarrar com esses grupos, que realizam ensaios fotográficos ao ar livre no dia do casamento.

Brasília?

As ruas longas com poucos pedestres e a avenida cheia de embaixadas fazem com que Pretória lembre um pouco Brasília. A comparação que surgiu na minha cabeça fez ainda mais sentido nos arredores dos Union Buildings. Lá, vi alguns sinais indicando que o clima também era parecido com o da capital brasileira. Barreiras de arame farpado (uma proteção contra manifestantes, imagino) e, principalmente, as pixações contra o partido do presidente mostravam que os ânimos andavam exaltados.

Como chegar aos Union Buildings

Eu estava hospedado em Joanesburgo e parti para Pretória na hora do almoço. Fui pra lá com o ótimo Gautrain, o trem de alta velocidade que atende as duas principais cidades da província de Gauteng. A viagem entre as estações Park (centro de Joburg) e Hatfield durou cerca de 40 minutos.

Nos dias úteis, o Gautrain conta com um serviço complementar de ônibus que passa pelos principais pontos turísticos. Entretanto, era um sábado e só descobri esta informação chegando na capital. Por isso, fui caminhando meio perdido pelas ruas quase desertas até chegar à Stanza Bopape St (a avenida das embaixadas). Lá, enfim, peguei uma van até o prédio do Governo.

Veja também

Dicas da África do Sul: chegando no aeroporto de Joanesburgo

Dicas de Joanesburgo: embarcando no tour do ônibus vermelho

Dica de hospedagem em Joanesburgo: Curiocity Hostel

Blog Se Lança: Post com dicas sobre Pretória

Quer mostrar o post pra alguém? Compartilhe!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.