Dia da África

Celebrado em 25 de maio, o Dia da África foi criado para comemorar a criação da Organização da Unidade Africana (OAU) – atual União Africana (UA) – em 1963, na Etiópia. A entidade discute soluções para questões como conflitos armados, mudança climática e combate à pobreza.

Eu só conheci um pedacinho de seus 30 milhões m², mas isso já foi suficiente para transformar a minha vida. Aos 27 anos, o intercâmbio na Cidade do Cabo foi um recomeço, e abriu caminho para um monte de coisas boas.

Por isso, fiz um textão para a página do Bastante Sotaque no Facebook. Como acabou virando o post mais popular da história da fanpage, decidi reproduzí-lo aqui:

Para você que sente falta de andar de bicicleta em Sea Point,
de Camps Bay,
do por do sol na praia,
de pegar uma van para “SI-PÓIN! SI-PÓIN!”,
de atravessar a rua sem muita convicção,
do Dubliner,
da Long Street,
do excesso de R’s em palavras como rrrrrrrand,
de conversar com tanta gente sorridente,
de arrancar o sorriso de uma criança que tem uma vida complicada,
dos safáris,
da vista da residência ou hostel,
de Constantia,
de, finalmente, acertar um pedido no restaurante,
dos bons vinho,
de não entender de primeira quando a caixa do Spar pergunta se precisa de sacola,
do bungee,
do bar do Island Vibe de Jeffreys Bay,
de servir de ombro amigo para quem se apaixonou no intercâmbio,
dos sábados no Old Biscuit Mill,
de tentar explicar a nossa crise aos estrangeiros,
do Dizzy’s das antigas,
do Waterfront,
de responder à pergunta “o que está achando do nosso país?”,
de fazer amigos brasileiros e gringos para a vida,
de tudo.
Para quem teve a vida transformada por uma viagem,
para quem leva no coração um pedacinho dos 30 milhões km² daquele continente,
feliz Dia da África!
Quer mostrar o post pra alguém? Compartilhe!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.